“Os pais não são, nem têm que ser, substitutos do Psicomotricista”

Esta é a frase de escaparate da entrevista que as nossas quatro colegas da Equipa de Coordenação da Secção Regional dos Açores, deram ao semanário local “Atlântico Expresso” do dia 4 de maio de 2020.

A “Psicomotricidade em tempos de pandemia“, as circunstâncias em que todos nos encontramos de isolamento e de “afastamento Social” que afeta não só a vida dos pais e das crianças, como também as condições de trabalho dos profissionais, foi o tema desta entrevista que, questiona como uma paragem absoluta da intervenção pode significar um retrocesso nas conquistas terapêuticas já efetuadas e como contornar esse risco.

Às famílias é pedido foco e muita persistência para evitar retrocessos na intervenção, mas “os encarregados de educação não são, nem têm que ser, substitutos do Psicomotricista”.

Para saber mais sobre a Equipa de Coordenação da Secção Regional dos Açores clique nas imagens.
Para ler a entrevista na integra clique na imagem do jornal abaixo..

Catarina Machado

Andreia Silva

Paula Botelho

Rita Neto

Clique na imagem do jornal para ler a entrevista.